Pular para o conteúdo principal

MARCELINO VIEIRA: Vereadores reprovam Relatório Anual dos gastos de 2014

Palácio João Medeiros (prefeitura), sede do poder executivo municipal.
O Relatório Anual do exercício de 2014 do Executivo Vieirense foi reprovado por 4 votos contra, e 3 a favor em 1º Turno na Câmara Municipal de Marcelino Vieira, na última sessão ordinária realizada no sábado dia 05 de setembro.

A bancada de oposição composta pelos vereadores Cesar Paiva, Luiz Bento, Valcimar Cosmo e Pedro Júnior, entenderam que o Relatório Anual apresenta diversas irregularidades não justificadas, apesar de vários pedido de explicações ao Executivo. 

As irregularidades constatadas foram entre desproporcionalidades de salários da mesma categoria funcional entre professores que têm a mesma carga horária e o mesmo tempo de serviço, alguns recebendo salários de R$ 5.814,06,(cinco mil, oitocentos e quatorze reais e seis centavos); Assessores com diferenças salariais que vão de R$ 748,00(setecentos e quarenta e oito reais) até R$ 2.200,00(Dois mil e duzentos reais), secretários municipais de R$1.300,00(Hum mil e trezentos reais) a R$ 2.600,00(Dois mil e seiscentos reais) por exemplo. Também assessores que não trabalham e não se tem conhecimento na cidade. 

Constatou-se, ainda, que os gastos com festas e festejos juninos do ano de 2014 custaram aos cofres públicos município mais de R$ 155.000,00 (cento e cinquenta e cinco mil reais) valor não explicado, pois o que se comentava era que os shows seriam patrocinados pelo então dep. Raimundo Fernandes e pelo então candidato a deputado federal Rafael Mota. 

Na Sessão Ordinária do mês de junho de 2014, o líder da oposição na Câmara Municipal, o vereador Pedro Júnior, havia através de Requerimento solicitando informações sobre a realização do evento, a origem dos recursos e a empresa contratada, cujas respostas nunca foram atendidas pelo Chefe do Executivo Municipal e nem pelas suas assessorias, enfatizou o parlamentar. Agora, o Relatório volta ao Plenário para a segunda votação.

Comentários