Pular para o conteúdo principal

Auditor do STJD: Lusa e Fla precisam ser julgados da mesma forma

Apesar de estar afastado do julgamento do"caso Héverton", o auditor do Superior Tribunal de Justiça Desportiva, Washington Rodrigues de Oliveira, acredita que Portuguesa e Flamengo devem ser julgamentos da mesma forma. Em entrevista ao programa "Arena SporTV", o advogado acredita que não será bom para reputação do tribunal um dos clubes tiver algum tipo de privilégio.
- Você condena o Portuguesa e absolve o Flamengo, para imagem do tribunal, isso é muito ruim. Já que vamos fazer um julgamento legalista, temos que aplicar a lei tanto para o Flamengo, quanto para a Portuguesa, sem uma interpretação benevolente.
Washington Rodrigues de Oliveira explicou o motivo de ter ficado fora do julgamento de ter ficado fora do julgamento. Na última quinta-feira, o advogado comentou o caso em uma rede social e depois de uma conversa com Paulo Valed Perry, presidente da 1ª Comissão Disciplinar, ficou decidido o seu afastamento do caso.
- Eu até entendo que deveria participar do julgamento porque a manifestação que eu fiz não foi nem em relação ao processo da Portuguesa. Foi uma defesa do tribunal, para que ele pudesse julgar aquele processo sem um pré-julgamento (...). Gostaria de participar de forma isenta, sem qualquer compromisso. Como eu manifestei uma posição, que não foi em relação ao processo, mas em relação ao julgamento e alguns interpretaram que isso foi um pré-julgamento (...). Então, para mim, não haveria condições técnicas de participar, já que de uma forma ou outra colocaria em dúvida a minha honestidade, como a do próprio tribunal. Conversando com o presidente do tribunal, achei por bem não participar.

Globoesporte.com

Comentários