Pular para o conteúdo principal

VATICANO É CENTRO DAS ATENÇÕES DO MUNDO

Rayr Filho, Estudante da Universidade de Roma, Blogueiro do CdF direto do Vaticano

Começa agora a escolha do novo Sumo Pontífice da Igreja Católica, uma confissão religiosa que congrega 1,2 mil milhões de seguidores à escala planetária, mas que se vê atualmente imersa num contexto de profunda crise da Cúria romana. E a braços com uma acelerada laicização das sociedades do Ocidente.

A partir desta manhã e até que o sucessor de Bento XVI seja designado, os 115 cardeais eleitores habitarão a Casa de Santa Marta. Antes de se fecharem sob os frescos de Miguel Ângelo, na Capela Sistina, pelas 16h30 (15h30 em Lisboa), assistiram à missa pro eligendo Pontifice, celebrada na Basílica de São Pedro pelo decano do Colégio Cardinalício, Angelo Sodano.

Sessenta europeus, 19 latino-americanos, 14 norte-americanos, 11 africanos, dez asiáticos e um cardeal da Oceânia formam o corpo que elegerá em conclave – “à porta fechada” – o 266.º titular do trono de Pedro. “Guiados pelo Espírito Santo”, estes 115 homens, todos eles nomeados cardeais pelas mãos de João Paulo II ou de Bento XVI, vão jurar “guardar segredo absoluto sobre tudo o que direta ou indiretamente diz respeito aos votos e escrutínios para a eleição” do Sumo Pontífice. 

A capela sistina tem um sistema de segurança onde não pega sinal telefonico, 3G ou WiFi para evitas a comunicação dos cardeais com o mundo exterior.

Agora no vaticano faz 6 ºC e chove forte.

Comentários