Pular para o conteúdo principal

Os técnicos mais bem pagos fracassam no mundial. Felipão é o quarto mais bem pago da lista!

FelipãoA Copa do Mundo que está ocorrendo aqui no Brasil marcou até o momento o fracasso dos técnicos milionários que não conseguiram levar as suas seleções nem para as oitavas de final no torneio. O Maior salário entre os 32 times da competição (R$ 25 milhões anuais), é o italiano Fabio Capello técnico da Rússia que foi um dos tropeços neste mundial, a Seleção da Rússia já foi embora do Brasil antes das oitavas. Outro que ficou na primeira fase junto com a sua Seleção foi o técnico da Inglaterra Roy Hodgson, o mesmo ganha uma fortuna R$ 13 milhões por ano.

O terceiro técnico mais bem pago também parou na primeira fase. Com ganho anual de R$ 9,6 milhões, Cesare Prandelli não conseguiu ir as oitavas com a Seleção Italiana e pediu demissão.

Outro figurão que caiu na primeira fase e que ganha bastante bem é o espanhol Vicente Del Bosque. Ele tem ganho anual de R$ 7,4 milhões e é o sétimo da relação.

Já, em relação aos técnicos mais bem pagos pelas seleções neste mundial que estão classificados para as oitavas de final que começa amanhã  (28), está o brasileiro Luiz Felipe Scolari técnico da Seleção Brasileira. O mesmo ganha uma fortuna (R$ 8,9 milhões por ano), ele é o quarto na lista de 32.
Em contrapartida, o técnico com o menor salário da Copa conseguiu a classificação para as oitavas. Miguel Herrera, do México, ganha apenas R$ 467 mil anuais e fez 7 pontos em três jogos na primeira fase. O mesmo acontece com o nigeriano Stephen Keshi. Com R$ 870 mil anuais, ele é o quinto com o menor salário e conseguiu levar a Nigéria para as oitavas.
Para finalizar esta listra, o técnico da maior surpresa da primeira fase da Copa também é da turma dos humildes. Jorge Luis Pinto, da Costa Rica, fatura R$ 980 mil por ano e é o sétimo com o menor salário.


Comentários