Pular para o conteúdo principal

Denunciados pelo Ministério Público, deputado e prefeito negam irregularidades

O deputado estadual Tomba Farias (PSB), que foi denunciado pelo Ministério Público por irregularidade e superfaturamento em contratos quando atuava como gestor de Santa Cruz em 2002, afirmou ontem que a denúncia do MPF é “requentada” e que todas as dispensas de licitação que estão sendo questionadas foram balizadas em um parecer jurídico.
Tomba Farias disse ainda que todas as contas relativas aos gastos das obras foram feitas, encaminhadas ao Tribunal de Contas da União (TCU) e, por fim, aprovadas. “Além disso, em Santa Cruz não há qualquer obra em que o TCU determine a devolução de recursos. Todas têm parecer atestando a legalidade dos processos”, observou.
Já o atual prefeito de Santa Cruz e secretário de obras à época, Péricles Rocha, também denunciado pelos procuradores da República, afirmou que não tem conhecimento sobre licitação porque esta não era a sua alçada. “Eu não sei em relação a dispensa, tem que ver com a licitação e com o prefeito da época”. Péricles disse ainda não acreditar em superfaturamento. “Até porque o próprio Tribunal julgou e disse que as obras estavam com preço compatível e algumas com preço abaixo do mercado”, concluiu.

Panorama Politico

Comentários