Pular para o conteúdo principal

'Não podemos demonizar Lei Rouanet por conta de bandidos', diz ministro!

O ministro da Cultura, Marcelo Calero, disse na noite desta terça-feira (28) que a Lei Rouanet precisa ser aperfeiçoada e as 3 mil pessoas físicas e jurídicas que contribuem com o financiamento de projetos culturais não podem ser demonizadas.
A Polícia Federal afirmou nesta terça-feira (28) que o Ministério da Cultura (Minc) falhou na fiscalização da Lei Rouanet. Ao todo, 14 pessoas foram presas durante a Operação Boca Livre que desarticulou grupo que atuava no Minc desde 1991 e conseguiu aprovação de R$ 180 milhões em projetos fraudulentos com recursos da lei.
"Não dá para achar que o mecanismo não presta. Não podemos demonizar a Lei Rouanet por conta de bandidos que formaram uma quadrilha e se valeram de instrumentos para finalizades não previstas pela própria Lei Rouanet", disse o ministro.
"[A lei] é um mecanismo que sim precisa de atualizações e correções, mas é um mecanismo que tem conseguido financiar a cultural nacional nestes últimos 25 anos".
Ele acrescentou que a lei irá passar por uma revisão. "Muito provavelmente nós lançaremos uma portaria interministerial, com alguns novos parâmetros à luz dos descobrimentos dessa operação."
Desviaram dinheiro até para bancar casamento, aconteceu num beach club na badalada praia de Jurerê Internacional, em Florianópolis, e teve como atração principal um show do cantor sertanejo Leo Rodriguez.
A festa de Felipe Amorim e Caroline Monteiro durou um final de semana inteiro e ocorreu em maio deste ano no 300 Beach Club, um espaço de frente para o mar.


Informações do G1.com


Comentários