Pular para o conteúdo principal

Detentos usaram hélice de ventilador para cavar túnel de sete metros no RN

Areia ficou acumulada sobre os beliches dos presos; na foto, é possível ver uma corda com um balde utilizado na escavação do túnel (Foto: G1/RN)
Areia ficou acumulada sobre os beliches dos presos; na foto, é possível ver uma corda com um balde utilizado na escavação do túnel (Foto: G1/RN)
O túnel encontrado nesta sexta-feira (10) na Penitenciária Estadual de Alcaçuz foi cavado com as hélices do ventilador da cela onde a escavação foi feita. A descoberta aconteceu após uma revista realizada na manhã deste sábado (11) na maior unidade prisional do Rio Grande do Norte, em Nísia Floresta, na Grande Natal. O túnel tem 7 metros de profundidade e 1,5 metro de diâmetro.


O vice-diretor da unidade, Sebastião Cleibson Câmara, informou que os detentos usaram o eixo do ventilador para quebrar o chão, enquanto as hélices foram usadas para cavar. "Achamos uma tereza - corda feita de lençóis - um balde para colocar a areia e o ventilador no fim do túnel", explica. A revista foi iniciada às 6h e terminou por volta das 9h.

A direção da penitenciária abriu uma sindicância para apurar quem foram os responsáveis pela escavação. A cela, que fica no pavilhão 4 de Alcaçuz, tinha 15 detentos custodiados. O pavilhão 4 tem um total de 200 presos.

Essa foi a segunda fuga abortada em Alcaçuz esta semana. Na terça-feira (6), agentes do Grupo de Operações Especiais (GOE) encontraram um buraco no teto do pavilhão 2 do presídio.
*Do G1 RN

Comentários