Pular para o conteúdo principal

Com sistema prisional em crise no RN, secretário pede exoneração

O advogado Edilson França, titular da Secretaria da Justiça e da Cidadania do Rio Grande do Norte (Sejuc), pediu exoneração do cargo. Ao G1, fontes do governo revelaram que o secretário alegou problemas de saúde e que o governador Robinson Faria já analisa nomes que possam vir a substituí-lo.

Ainda segundo as mesmas fontes, o governador e o secretário se reuniram esta semana para tratar sobre o assunto. Na ocasião, Edilson disse que está tratando de um problema em um dos olhos. Apesar disso, Robinson teria pedido para que ele ponderasse e considerasse a possibilidade de permanecer na função.Na próxima semana uma nova reunião está agendada entre os dois. Enquanto o governo aguarda uma definição sobre o pedido de exoneração do secretário, Robinson já estuda um nome para substituir o secretário.

A assessoria de comunicação da Sejuc limitou-se a dizer que, "oficialmente", Edilson França está fazendo exames fora do estado e que no início da semana que vem estará em Natal.
Algumas unidades ficaram destruídas, segundo a titular da Sejuc. Na foto, uma cela de Alcaçuz após as rebeliões (Foto: Divulgação/Sindasp-RN)
Algumas unidades ficaram destruídas durante a onda de rebeliões ocorrida em março. Na foto, uma cela de Alcaçuz após o motim (Foto: Divulgação/Sindasp-RN)

Calamidade
A Sejuc não vive um bom momento. Em março, após uma série de rebeliões em várias unidades prisionais do estado, o governo decretou estado de calamidade pública e pediu ajuda à Força Nacional. Para a recuperação de 14 presídios, todos depredados durante os motins, foram gastos aproximadamente R$ 5,6 milhões. No entanto, o sistema permanece em crise. No último dia 16, o decreto de calamidade foi prorrogado por mais 180 dias e a permanência da Força Nacional também renovada.

Ao falar sobre a prorrogação do estado de calamidade, Edilson França reconheceu que o sistema penitenciário potiguar é ultrapassado e que precisa de uma modernização com mais eficiência e tecnologia nos processos.

Terceiro secretário
Edilson França foi o terceiro secretário a assumir o comando da Sejuc desde o início do atual governo. O primeiro foi o também advogado Zaidem Heronildes da Silva Filho, que acabou exonerado da função no dia 16 de março logo após uma onda de rebeliões que afetou o sistema prisional do estado. No lugar de Zaidem assumiu a delegada Kalina Leite, secretária de Segurança Pública. Durante uma semana ela acumulou as duas pastas.

Do G1 RN

Comentários