Pular para o conteúdo principal

“The Noite”, com Danilo Gentili, supera expectativas no SBT garantindo o segundo lugar

Danilo Gentili "chegou chegando"! O apresentador surpreendeu nesta segunda (10/03) ao estrear o"The Noite", no SBT. Até o nome da atração - estranho, de início, mas vamos acabar acostumando - parece que caiu como uma luva na nova emissora.
Sempre disse que o segredo do sucesso do "Agora é Tarde", que o apresentador começou na Band,era sua trupe - que foi quase toda para o canal de Silvio Santos. Quase. E Gentili não deixou de alfinetar Marcelo Mansfield, que não quis trocar de emissora. No entanto, o que tinha tudo para comprometer, acabou conspirando a favor. A ausência de Mansfield não permitiu que ficasse tudo igualzinho ao que era feito antes. Diguinho Coruja, o substituto, deve aos poucos conquistar seu espaço.
Parece que há um novo ânimo no ar (creio que não só pareça). "The Noite" surgiu com ares de inovação, liberdade de criação, boas sacadas e de um registro bem autoral. Tudo que Gentili reclamava não ter na antiga casa. E ele consegue cada vez mais imprimir seu estilo, numa "costura" muito bem feita com o coletivo, no caso, as intervenções de Murilo Couto, Léo Lins, da assistente de palco Juliana Oliveira e da banda Ultraje a Rigor, liderada por Roger.
Destaque para os minutos iniciais, com uma grande brincadeira com os integrantes do "The Noite" passando por cenários de várias atrações do SBT, começando pelo "Máquina da Fama", de Patrícia Abravanel. Por falar em cenário, a alusão ao antigo "Jô Soares Onze e Meia", foi um capítulo à parte (e o verdadeiro cenário do programa deu gosto de ver). Ao contrário do "Agora é Tarde", que parece ter ficado comportadinho ao estrear com Rafinha Bastos, Gentili não perdeu a piada nem a chance de "cutucar" com humor em seu novo talk show.
O primeiro convidado, Fábio Porchat colaborou muito. Colega de stand up comedy do apresentador, o ator se mostrou disposto o tempo todo e ainda entrou no clima em algumas situações claramente produzidas. Apesar de "encher a bola" do convidado, Gentili não deixou de tocar quem questões como as insinuações sobre a sexualidade do rapaz, que tirou tudo de letra.
Além das entrevistas de praxe, o programa evidencia esquetes rápidas envolvendo seu elenco. Todas na linha da que mostrou a tal busca por Marcelo Mansfield no "Retiro dos Artistas" para que o "véio" explicasse porque desistiu na última hora de acompanhar os colegas. Eis que surge Oliver, aquele do "Teste de Fidelidade", de toalha! Pelo visto, Rafinha e o próprio Jô Soares terão trabalho pela frente! A faixa da meia-noite em diante promete ser o novo foco da disputa pela audiência televisiva. Insones tremei!
A audiência respondeu bem e garantiu o segundo lugar à produção. Média de 6 pontos, dois a mais do que Danilo costumava registrar no "Agora É Tarde". O pico foi de 7,5 pontos.

Comentários