Pular para o conteúdo principal

Jornal belga destaca aulas de inglês gratuitas para prostitutas brasileiras que atenderão na Copa

Garota de programa brasileira. Imagem: Nieuwsblad/SportWereld
O jornal belga Nieuwsblad, na seçãoSportWereld, destacou o fato de garotas de programa brasileiras alocadas em Belo Horizonte/MG - cidade que será sede da Copa do Mundo de 2014 - estarem recebendo aulas gratuitas de inglês para receber turistas no evento esportivo.

As aulas seriam ministradas por iniciativa da Associação de Profissionais do Sexo. Tal fato gerou polêmica, posto que muitos questionaram em que medida isso vulgarizaria a mulher brasileira - contribuindo para uma imagem, no exterior, de imoralidade e promiscuidade - transpareceria a carência de oportunidades de trabalho e o incentivo ao turismo sexual no país.




Algumas mídias reproduziram, erroneamente, a informação de que tais aulas seriam financiadas ou promovidas pelo Governo, incendiando debates. No entanto, segundo fontes fidedignas, tal informação é falseada.



Qual é a sua posição a respeito deste fato? A iniciativa é razoável, tendo em vista que possibilitará maior profissionalização e geração de renda para o país ou macula a dignidade das mulheres e da nação, tendo em vista este "foco" no atendimento a estrangeiros? Houve indagações, outrossim, a respeito da prioridade do ensino a garotas de programa, tendo em vista a enormidade do montante de crianças carentes desprovidas de oportunidades do gênero.

http://www.folhapolitica.org

Comentários