Pular para o conteúdo principal

Por falta de fio de aço, médico fecha cirurgia torácica com nylon no RN

O desabastecimento de insumos levou um médico a terminar uma cirurgia torácica com fio de nylon no maior hospital público do Rio Grande do Norte. A cirurgia foi há duas semanas e foi gravada em vídeo pelo cirurgião Jeancarlo Cavalcanti, que também é presidente do Conselho Regional de Medicina do estado. No vídeo, ele reclama da falta de fio de aço.

"Fio de aço? Como é que eu vou fechar aqui, ó? O tórax está aberto aqui, ó, tenho que fechar isso aqui com fio de aço. Eu não tenho fio de aço para fechar isso aqui. Como é que eu vou fechar este paciente? Não tem como eu fechar. No Walfredo Gurgel não tem fio de aço. O paciente está aberto e eu não tenho como fechar. De quem é a culpa disso? Fio de aço custa muito barato", diz o médico no vídeo..
O paciente que levou uma facada no peito foi operado às pressas no hospital Walfredo Gurgel. "Resolvi gravar para mostrar à população a nossa realidade", disse o médico à equipe de reportagem da Inter TV Cabugi.
No hospital Walfredo Gurgel são atendidos por dia em média 400 pacientes. É o maior pronto socorro do estado.
Duas semanas depois da cirurgia, segundo os funcionários da farmácia do hospital, continua faltando fio de aço na unidade hospitalar. O mesmo ocorre com antibiótico e remédios para pressão alta.
A diretora do hospital, Fátima Pereira, nega e diz que já tem o fio de aço. "No dia seguinte nós adquirimos o material". Sobre o desabastecimento  de outros itens da farmácia, o secretário de saúde do RN, Isaú Gerino, disse que foi provocado pelo fechamento de alguns laboratórios para férias coletivas. "Acredito que no máximo em 15 dias isso será resolvido".
g1/rn

Comentários