Pular para o conteúdo principal

Quem tem Boca vai à Roma: Uma visita ao Colosseo!


Todo mundo que vai a Roma tem que passar no “Colosseo” ou Coliseu em Português, O monumento é uma das 7 maravilhas do mundo antigo e o maior anfiteatro de Roma, que foi encomendado pelo imperador Vespasiano no ano de 72. Imperadores e cidadãos ricos assistiam a combates mortais entre gladiadores e lutas entre animais selvagens. O numero de mortos eram elevados: Nos combates inaugurais em 80, mais de 9.000 animais ferozes foram mortos. O Coliseu tinha capacidade para 55 000 pessoas, que se distribuíam nos lugares de acordo com sua posição social.

O coliseu se encontra preservado em partes, aquela sua fachada inspirou muitos arquitetos renascentistas, que também  pilharam a construção levando seu mármore para construir palácios e patê da basílica de São Pedro.

Hoje o monumento é um dos maiores pontos turísticos do mundo, por alí passa milhares de pessoas por dia, para entrar no espaço o visitante deve comprar um bilhete que custa 12 Euros (Aproximadamente R$30,00) e com mais alguns valores adicionais o turista tem direito a entrada guiada (Por um guia ou só o áudio), os adicionais variam de 5 até 12 Euros.

Em frente ao Colosso é possível avistar o Arco de Constantino, Localizado entre a Via di San Gregorio e Piazza del Colosseo, o Arco é um dos últimos monumentos da Roma imperial, construído em 315, poucos anos antes que Constantino mudasse a capital do império bizantino. Ele foi erguido para comemorar a vitória de Constantino em 312 sobre o co-imperador Maxêncio. Constantino atribuiu o sucesso da batalha da ponte Mílvio a um sonho, no qual era aconselhado a gravar as duas primeiras letras do nome de Cristo, Chi-Rho nos escudos dos soldados. A tradição cristã prefere a versão que diz que o imperador teria visto a cruz no meio da batalha. No arco, porem, não há referências cristãs: A maioria dos relevos foi copiada de monumentos pagãos.

Alí no Centro Antigo de Roma também conheci o antigo Fórum Romano, que no inicio da República era apenas um local caótico, com barracas de comida e prostíbulos ao lado de templos e do senado por volta do século 2º a. C., foi decidido que Roma precisava de um centro mais austero, e as lojas de alimentos foram substituídas por cortes de justiça e centros comerciais. O fórum continuou sendo centro cerimonial durante o Império, quando os imperadores reformaram obras antigas e construíram novos templos e monumentos.


Colosseo

Forum Romano














Arco de Constantino








Comentários