Pular para o conteúdo principal

EDUCAÇÃO FEDERAL PODE PARAR: Servidores Públicos Federais articulam uma nova greve nacional


Nos dias 19 e 20 de maio de 2012, em Brasília (DF) acontecerá uma plenária nacional do SINASEFE (Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica) Para discutir a participação no Calendário Nacional de Lutas proposto pelo Fórum Nacional dos Servidores Públicos Federal (SPF). Se isso acontecer a Educação Federal no Brasil pode parar mais uma vez como aconteceu em 2011. Entenda por que:

O Fórum Nacional dos Servidores Públicos Federais pressionados segundo eles, pelos 3 anos de congelamento de salários e pelo comportamento intolerante do governo nas mesas de negociações a CONDSEF (Direção ligada a CUT), apresentou uma proposta de calendário que aponta na construção da GREVE GERAL POR TEMPO INDETERMINADO dos trabalhadores do serviço público.

O calendário a ser construído na base aponta as seguintes datas e eventos:

1) 04/05/12. Entrega da proposta detalhada dos trabalhadores ao governo sobre o impacto da  proposta de reajuste de 22,08%, está resposta está sendo feita pelo DIEESSE, é apenas uma explicação técnica, visa desmentir o governo dos cálculos apresentado na reunião anterior na qual afirmavam que este reajuste representava um impacto de 66 bilhões de reais, enquanto já no primeiro estudo feito pelo DIEESSE este impacto não atingirá a casa de 44 bilhões.

2) 16/05/12. Proposta de reunião da mesa de negociação nacional com o governo para que o mesmo se manifeste sobre a proposta dos SPF, agora formalizada de forma detalhada.

3) 17/05/12. DIA NACIONAL DE LUTA DOS SPF, neste dia terá Caravana da FASUBRA à Brasília e será orientada a Paralisação nos setores que poderão paralisar.

4) 30/05/12. Data limite para o governo da a resposta sobre a pauta de reivindicações.

5) 05/06/12. CARAVANA DOS SPF A BRASÍLIA, com manifestação para pressionar o governo e a realização de uma GRANDE PLENÁRIA DOS SPF DE TODO BRASIL PARA DELIBERAR SOBRE A GREVE GERAL POR TEMPO INDETERMINADO.

6) 11/06/12. INICIO DA GREVE GERAL DOS SPF POR TEMPO ILIMITADO
Após a reunião geral as entidades ligadas a CSP-CONLUTAS se juntaram para dialogar sobre as impressões da proposta apresentada pelos membros da CUT. Uma leitura inicial é que o número de entidades que realmente encampariam uma GREVE no máximo chegaria a 15, mas é este cenário o melhor possível, ou seja, se quisermos fazer uma campanha dos SPF de forma mais ampla possível este é o caminho.

As informações foram retiradas do site do SINASEFE

Comentários