Pular para o conteúdo principal

“Tenho pena dos que vivem com R$ 19 mil”,diz senador tucano


Caros Leitores do circulodefogo.net a Comissão de Assuntos Econômicos do Senado (CAE) aprovou ontem, por unanimidade, projeto de decreto legislativo que acaba com a farra dos salários extras dos parlamentares, os chamados 14ª e 15° salários, sobre os quais eles não pagam Imposto de Renda. Pra vocês que não sabiam nossos senadores ganhavam 13°, 14° e 15° salário. Para não pagar o preço da execração pública, alguns senadores votaram a favor à força e não esconderam a revolta com o fim dos dois extras, de R$ 26,7 mil, pagos no início e no fim de cada ano.
O senador Ivo Cassol (PP-RO), que na semana passada reclamou que senador é muito mal remunerado e impediu a votação da matéria, hoje não apareceu e mandou um voto em separado a favor.
A revolta maior, ontem, foi manifestada pelo senador Cyro Miranda (PSDB-GO), suplente de Marconi Perillo, governador de Goiás. Cyro disse que o salário de R$ 19 mil líquidos não é condizente com as atividades de um senador – não levando em conta que, somando todas outras verbas e auxílios, além de outros benefícios, o custo mensal de um senador chega a R$ 170 mil.
“Esse valor está há oito anos sem correção! E quando tem correção, a sociedade grita! Eu não vivo de salário de senador, tenho outras atividades, mas tenho pena daqueles que são obrigados a viver com R$ 19 mil líquidos, com a estrutura que temos aqui” – reclamou Cyro Miranda, antes de também votar a favor do projeto.
Cyro, que em 2006 declarou à Justiça Eleitoral patrimônio de R$ 3 milhões, provocou espanto em alguns colegas.
Agora amigo trabalhador... Pode chorar, pode gritar, você ganha a porcaria de um salário de pouco mais de R$ 600,00 ouvir uma coisa dessas de um filho da mãe que você colocou no poder, aumentar o salário do povo que trabalha de verdade ninguém quer, o cara acha pouco os R$ 170 mil que é gasto só com ele, e ainda diz que não vive com o salário de senador, tem outras atividades... claro que tem ROUBAR!
A senador Ana Amélia Lemos (PP-RS) sugeriu a Lindbergh que fizesse uma emenda para proibir que ministros e servidores aumentem seus salários com jetons de conselhos de estatais. O projeto segue agora para a Mesa Diretora do Senado e será votado no plenário da Casa. Depois, ainda precisa tramitar na Câmara.
Obrigado senador por me fazer ter vergonha de ser Brasileiro! A frase do senhor vai pro cabeçalho do nosso blog...

Comentários

  1. oi gostaria de participa da sua lista de blogs parceiro coloqui o link do meu no seu
    qui eu coloco o seu no meu
    link do meu http://fundacaoaquila.blogspot.com
    a e nao esqueça de seguir
    ok obrigado

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Comente com responsabilidade, sem direcionar o seu comentário a nenhum membro ou pessoa particular. lembre-se que seu comentário ficará visível e poderá ou não ser respondido por qualquer pessoa.