Pular para o conteúdo principal

POLÍTICA VIEIRENSE: Ex-prefeito, Iramar Oliveira, disse em entrevista que vai derrotar José Ferrari, nas convenções e será o candidato do PR em Marcelino Vieira-RN

O ex-prefeito de Marcelino Vieira-RN, Iramar Oliveira, afirmou em entrevista ao blogdocapote.com, que baterá chapa na convenção do PR com o atual chefe do executivo, José Ferrari, para escolha do candidato nas eleições de outubro próximo.

Segundo Iramar, houve uma reunião no último sábado, 24, em Pau dos Ferros, no intuito de se chegar a um nome consensual do grupo para disputa, mas as conversas não avançaram muito por que o atual gestor já levou para o encontro uma chapa fechada, com ele postulando a reeleição e Arli Paiva, outra vez, na condição de vice.

Iramar disse que existia um acordo para que Ferrari governasse quatro anos e lhe devolvesse o bastão. E a prova material disso é que ambos permanecem filiados ao Partido da República. Deste modo, como ninguém cedeu, e o diálogo descambou para o campo das ofensas e caprichos pessoais, a saída encontrada foi o caminho do rompimento político.

O ex-prefeito da Terra de Santo Antônio afirmou, também, que o deputado federal, João Maia, presidente estadual da sigla, deixou claro que ‘não existe candidatura natural em Marcelino Vieira’, e que a definição se dará de forma democrática, através da escolha livre dos 194 convencionais do partido, no mês de junho, cujo número o homem da família "Tubiba" garantiu deter maioria.

‘Sem querer, querendo’ alfinetar o prefeito, José Ferrari, o ex-mandatário vieirense, Iramar Oliveira, disse que quer voltar ao comando da municipalidade por que ‘está atendendo a um chamamento popular’. Pois, segundo ele, “a cidade está abandonada e povo clama por melhor qualidade de vida”.

Ele destacou, também, que quando concluiu seu mandato, em 2008, deixou cerca de R$ 5 milhões só de convênios empenhados para a atual gestão executar e ela, por ineficiência,  perdeu quase todos, inclusive o da estátua do padroeiro, Santo Antônio, uma das maiores do país no gênero, que teve o prazo de cumprimento do objetivo vencido.

Iramar deixou escapar, ainda, por entre os lábios, que a prefeitura tem deixado de honrar compromissos com funcionários públicos, fornecedores e prestadores de serviços. E essa postura equivocada tem causado muita revolta aos credores.

O ex prefeito ainda afirmou que deverá contar com o apoio da maioria dos vereadores, ex-candidatos a prefeito, Geraldinho Holanda e Pedro Júnior, e diversas lideranças políticas do município que, um dia, num passado distante, já se chamou “VITÓRIA”.

Comentários

  1. GOSTARIA MUITO DE ESTAR NA CIDADE NESSA ELEIÇÃO E VER O CIRCO PEGAR FOGO.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Comente com responsabilidade, sem direcionar o seu comentário a nenhum membro ou pessoa particular. lembre-se que seu comentário ficará visível e poderá ou não ser respondido por qualquer pessoa.