Pular para o conteúdo principal

Homem absolvido da morte de agricultor que se relacionava com jumenta

A sessão do júri popular do município de São Miguel, na região do Alto Oeste, esteve reunida na manhã de ontem para julgar um homem acusado de ter matado um agricultor no momento em que ele mantinha relações sexuais com uma jumenta. Nildo Alfredo do Nascimento, 65 anos, foi absolvido pela morte do agricultor Damião Ferreira, ocorrida no dia 9 de dezembro de 1998, na zona rural de São Miguel.
Segundo informações colhidas, o júri teve início por volta das 9h e foi encerrado às 11h40. Durante esse período o acusado pôde se explicar e contar com riqueza de detalhes como o crime aconteceu, mesma história relatada nos autos processuais.
De acordo com o processo, o crime pelo qual o agricultor Nildo Alfredo foi absolvido aconteceu no sítio Guardado, onde vítima e acusado residiam. Na ocasião, o acusado estava em sua propriedade quando ouviu gemidos vindo de dentro do mato. Ao ver o que era se deparou com a vítima transando com a jumenta, que ele pensou se tratar de sua propriedade.
"Quando Nildo Alfredo viu a cena repreendeu o agricultor, que além do ato sodômico, batia com um pau no animal para aguçar os seus desejos pervertidos. Não gostando de ser repreendido, a vítima sacou de um revólver e atirou contra Nildo Alfredo, que conseguiu se livrar das balas e desferir um tiro certeiro de espingarda bate-bucha, que matou de imediato Damião Ferreira", relata parte dos autos processuais.
Depois do crime, o acusado livrou o flagrante, se apresentando em seguida, no entanto permaneceu preso pouco menos de um ano e aguardou o processo em liberdade, até ser absolvido ontem.
Apesar da seriedade do crime, a história inusitada arrancou risos da plateia, que acompanhou a sessão do júri popula.
*Fonte: www.omossoroense.com.br/ Circulo de fogo

Comentários