domingo, 4 de setembro de 2011

Foi dada a largada da disputa pela Prefeitura de Natal

         O segundo semestre deste ano marcou a largada da disputa pela Prefeitura de Natal. Os principais pré-candidatos à sucessão da prefeita Micarla de Sousa (PV) já colocaram o bloco na rua. As estratégias são semelhantes. Começaram os encontros partidários, as discussões dos problemas da cidade e as elaborações de projetos. Cada partido definiu seu cronograma de atividades. Os pré-candidatos lutam para viabilizar seus nomes, com boas aparições nas pesquisas de opinião pública. Afinal o nome da prefeita não tá nada bom na boca do povo, como vocês acompanharam aqui no Circulo de Fogo foram constantes protestos para derruba-la, no começo deste ano a prefeito tinha 80% de desaprovação do povo natalense, agora é a oposição aproveita.
           Segundo o Dn online Por enquanto, pelo menos seis nomes já despontam como possíveis candidatos: a prefeita Micarla de Sousa, a ex-governadora Wilma de Faria (PSB), o ex-prefeito de Natal Carlos Eduardo (PDT), o deputado federal Rogério Marinho (PSDB), o deputado estadual Hermano Morais (PMDB) e o deputado estadual Fernando Mineiro (PT). Todos já tiveram seus nomes incluídos nas pesquisas de opinião e Carlos lidera a corrida. Entre os citados inclui-se também Fábio Faria (PMN) e Felipe Maia (DEM), que não confirmam apostulação.
          O ano pré-eleitoral, como eles mesmos dizem, não é de composição. Os partidos estão buscando se fortalecer individualmente para buscar alianças somente no ano que vem. No entanto, as "conversas informais" já começaram a existir, cada um respeitando a pré-candidatura do possível aliado. PSB, PT e PDT possuem afinidades nacionais que, dependo das articulações pode gerar uma aliança para o próximo ano. Já o PSDB tem proximidade política com o DEM, o que pode culminar com uma composição.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente com responsabilidade, sem direcionar o seu comentário a nenhum membro ou pessoa particular. lembre-se que seu comentário ficará visível e poderá ou não ser respondido por qualquer pessoa.